Você está aqui: Página Inicial Notícias Notícias do Site CNMP CNMP lança campanha "Conte até 10. Paz. Essa é a atitude"
CNMP lança campanha "Conte até 10. Paz. Essa é a atitude"
8/11/2012

Objetivo é combater os homicídios cometidos por impulso e motivos fúteis

Cerca de 250 pessoas participaram na manhã dessa quinta-feira, 8 de novembro, do lançamento da campanha "Conte até 10. Paz. Essa é a atitude". Criada pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e parte da Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp), a campanha tem o objetivo de combater os homicídios cometidos por impulso e por motivos fúteis. São parceiros da iniciativa o Conselho Nacional de Justiça e o Ministério da Justiça.

"Um número significativo dos crimes de homicídio decorre de ações impulsivas ou de motivos fúteis", explicou, na solenidade, o presidente do CNMP, Roberto Gurgel "Dados compilados pelo CNMP relativos a 16 unidades da federação mostram que, na maior parte dos estados, mais de 50% dos crimes de homicídio resulta de ações impulsivas ou são cometidos por motivos fúteis", disse ele.

"São crimes que destroçam as famílias das vítimas e do autor e que poderiam ser evitados", completou a conselheira Taís Ferraz, coordenadora do Grupo de Persecução Penal da Enasp. "A ideia foi realizar uma campanha que prestigiasse e valorizasse a vida", disse ela. De acordo com Gurgel, as estrelas da campanha - os campeões mundiais de UFC Junior Cigano e Anderson Silva e os judocas medalhistas olímpicos Sarah Menezes e Leandro Guilheiro - foram convidados por que são atletas que cultivam uma atitude de paz em suas vidas pessoais.

Segundo o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, a articulação dos órgãos de estado, do sistema de Justiça e da sociedade civil é essencial no combate à violência. "Só assim será possível substituir a cultura de violência por uma cultura de paz", disse. Para Ophir Cavalcante, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), "a campanha 'vai pegar', pela relevância, oportunidade e inteligência com que aborda o tema".

A solenidade de abertura incluiu a exibição das peças da campanha e dos depoimentos gravados dos atletas, que participaram da campanha sem cobrar cachê. "As pessoas às vezes confundem as coisas e pensam que o esporte de luta é violência e agressão. Pelo contrário, é educação e disciplina", afirmou Sarah Menezes, durante o lançamento.

Os procuradores-gerais de Justiça do Rio Grande do Norte e do Mato Grosso - Manuel Onofre de Souza Neto e Marcelo Ferra de Carvalho, respectivamente - representaram os chefes dos Ministérios Públicos dos 14 estados que já confirmaram a realização de lançamentos regionais da campanha. No Rio Grande do Norte, serão quatro eventos: em Natal (19/11), em Mossoró (20/11), em Martim Paus dos Ferros e em Caicó (datas a definir). No Mato Grosso, a campanha será lançada no dia 13/11 na escola estadual Cesário Neto, uma das mais violentas de Cuiabá. A ideia é promover visitas mensais às escolas públicas da cidade para tratar do tema da campanha.

Também falaram na solenidade promotores de Justiça gestores da Enasp, o presidente da Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho, Carlos Eduardo Azevedo Lima, representado a associações e entidades de classe do Ministério Público, e representantes da imprensa.

A campanha "Conte até 10. Paz. Essa é a atitude" será veiculada até março do ano que vem. O material de divulgação inclui jingles de reggae, rap, sertanejo e funk, anúncios para jornais e revistas, ações em mídias digitais e rede sociais, hotsite (www.cnmp.gov.br/conteate10) e game online, em fase de desenvolvimento. O material será veiculado, inicialmente, por mais de 26 emissoras de televisão nacionais e regionais, abertas e a cabo, 115 rádios em todo o país, 35 revistas e 40 jornais, além de portais de internet e mídias alternativas (cinemas, mídia indoor, etc).

Também está em produção, em parceria com o Ministério da Educação, uma cartilha educativa que tem como objetivo orientar professores sobre como tratar o tema da violência em sala de aula. O material será distribuído em todo o Brasil a partir de 2013.


Assessoria de Comunicação
Conselho Nacional do Ministério Público
Fone: (61) 3366-9124
ascom@cnmp.gov.br
 

 

Ferramentas Pessoais